terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Futebol, Poder Local e Desenvolvimento!

Depois de ler esta crónica no blog "Inatel de Beja", decidi coloca-la aqui no blog para que todos os seguidores do Grupo Desportivo da Casa do Povo de Safara e do desporto em geral possam ler e refletir sobre alguns acontecimentos que se tem vindo a suceder nos últimos tempos na nossa localidade.


Quando, há uns anos, numa conversa que tive com um responsável do INATEL, que tinha iniciado funções havia pouco tempo, este me disse que, em sua opinião, havia um predomínio da actividade desportiva no distrito, em desfavor da cultural, tive oportunidade de, concordando com ele, não deixar de referir que, um reforço das actividades culturais, não poderia nunca pôr em causa a prática desportiva (em particular do futebol) que essa entidade proporciona, desde ainda antes do 25 de Abril, quando então se designava por FNAT.

Hoje, passados alguns anos, basta reflectir no que representa para as nossas aldeias e vilas, de Ficalho a Nave Redonda, ou de Sete a Mombeja, uma prova desportiva que movimenta mais de mil pessoas em cada fim de semana (entre jogadores, treinadores, dirigentes e árbitros), para se perceber a sua importância.
Não só para os intervenientes mais directos (os jogadores) que, quer nesse jogos, quer nos treinos realizados desenvolvem um saudável exercício físico, aliado ao convivência e à amizade que esses momentos proporcionam, mas também para as populações dessas localidades onde, quinzenalmente, ao longo de alguns meses do ano, se disputam as partidas.
Não sendo, obviamente, uma verdade absoluta, não deixa de ser significativo que, frequentes vezes se apontem esses jogos como “a única coisa que faz mexer a aldeia”, pelo que, anualmente, um grupo de carolas faz com que seja possível que, com todas as dificuldades e, por vezes incompreensões, essa actividade “não morra”.
É claro que, como em qualquer outra competição desportiva, da mais profissional à mais amadora (como é esta), não deixa de haver as rivalidades, as disputas acesas e os “casos”, nomeadamente em torno das arbitragens.
Mas, descontando esses excessos (afinal, à imagem e semelhança dos dirigentes dos “grandes” do nosso futebol), não deixa de ser importante valorizar todos os que empenham, semana após semana, em proporcionar as melhores condições para a prática desportiva no nosso distrito.
Sem esquecer que há também outros bons exemplos, quer no futebol a nível associativo e federado, quer nas mais variadas modalidades desportivas, a expansão e a consolidação desta prática, a nível do INATEL tem, a meu ver, duas explicações.
A primeira prende-se com o aumento e melhoria dos espaços desportivos, um pouco por todo o lado, que possibilitou, desse modo, que muitas crianças e jovens tivessem acesso, desde muito cedo ao desporto, de forma organizada e enquadrados tecnicamente (a segunda razão). São muitos desses jovens, já com uns anos de prática desportiva, os jogadores que compõem, anos mais tarde, as equipas das nossas aldeias.
Sem ignorar, é claro que, em muitos casos, algumas das equipas recorrem a atletas de outras localidades e até de outras regiões geográficas, para poderem constituir o grupo. Em alguns casos, o número de habitantes de algumas dessas terras é de tal modo diminuto que seria praticamente impossível fazer uma equipa só com jogadores “da terra”.
Esta realidade, no campo desportivo é, na minha opinião, fruto também do desenvolvimento sociocultural que a democracia trouxe ao nosso País e, em particular à nossa região.
Numa altura em que, a pretexto da crise, se procura pôr em causa uma componente significativa da mudança verificada após o 25 de Abril – o Poder Local democrático ( ver o Correio Alentejo de 24 de Junho) - não é demais relembrar que, em 38 anos de democracia e de governos locais (nos Municípios e nas Freguesias), o muito que se fez para melhorar as condições de vida das populações.
No concelho de Beja, por exemplo, contavam-se pelos dedos das mãos as aldeias que tinham um campo de futebol com as condições mínimas para a prática dessa modalidade. Hoje em dia, praticamente todas as nossas freguesias dispõem de campos e, mais do que isso, de balneários e, em muitos casos, de electrificação. Não é, por isso, de estranhar que, na actual época desportiva, apenas em três das dezoito freguesias, não exista desporto organizado, o que não deixa de ser relevante.
Esse é, afinal, um pequeno exemplo da importância do Poder Local e da obra que foi realizada, um pouco por todo o Alentejo e por todo o País e que alguns governantes “iluminados” querem pôr em causa com a extinção, fusão, ou seja qual for o nome que lhe queiram dar, de algumas das nossas freguesias (o elo mais fraco, já que nos municípios não se atrevem a tocar).
Concluo, com um exercício de memória (talvez seja importante para alguns). Diz respeito à freguesia onde nasci, Santa Vitória, como poderia ser em relação a outra, de um qualquer concelho do nosso distrito Só alguém mal intencionado (ou míope) é capaz de ignorar a profunda mudança verificada, fruto do trabalho de autarcas da freguesia e do município, bem como dos habitantes locais.
A todos os níveis, essa mudança é visível, quer na sede da freguesia, quer na outra localidade, a Mina da Juliana. Desde logo, com o mais básico, o abastecimento domiciliário de água, o saneamento básico, a recolha do lixo (e, no caso da Mina, a luz eléctrica, que só aí chegou em 1976); as ruas e travessas completamente remodeladas; uma escola antiga, praticamente nova, com todas as condições de conforto e pedagógicas, para alunos e professores, e que inclui um dos três parques infantis da freguesia; um posto médico, uma sede da junta de freguesia, um centro cultural e de convívio; um centro de dia para os mais idosos, que dispõem igualmente de apoio domiciliário; o campo de futebol, balneários e luz artificial, com um polidesportivo também iluminado mesmo ao lado (junto á escola); a Casa do Povo beneficiada e que hoje acolhe os mais variados eventos, para toda a população; as viaturas que transportam doentes, os atletas, o grupo coral feminino, as crianças da Mina que se deslocam desde que a sua escola fechou.
Foi todo este esforço, humano e financeiro, feito ao longo destas quase quatro décadas que permitiu que casais jovens tenham optado por ali continuarem a viver, ainda que trabalhem, muitos deles, em Beja.
Por isso, quando uma escola encerra, quando o médico deixa de vir, quando os correios fecham, quando se ignora a componente social, cultural ou desportiva na vida das populações, ou como agora, se procuram extinguir freguesias, é todo este trabalho que é posto em causa, com as consequências nefastas que se observaram no último censo : o despovoamento, o envelhecimento, a desertificação.
É isso que devemos denunciar e que devemos recusar.

Cronica de José Filipe Murteira - Correio Alentejo ( 23/12/2011 )

sábado, 17 de dezembro de 2011

sábado, 10 de dezembro de 2011

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Sem equipas, Blog inactivo



Até um dia destes. Um dia em que alguém se lembre dos jovens de Safara e lhes dê algo...
Nesse dia voltamos, com todo o prazer

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Novo blog no distrito "Futsal Beja"

Nasceu na tarde de ontem, mais um meio de Comunicação Social no nosso Distrito! 
Desta vez, trata-se do Blogue "Distritaldefutsal" , criado com o principal objectivo de divulgar esta modalidade que esta crescendo (embora muito lentamente) no nosso Distrito de Beja, neste Blogue, e segundo o autor do mesmo iremos ter Entrevistas, informações sobre o campeonato distrital e ainda sobre a temporada do único representante do Distrito da 3º Divisão Nacional, o GD Baronia.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Veteranos: GDCP Safara 3-4 JS Campinense

No passado dia 23 de Julho os veteranos disputaram um jogo amigável frente ao JS Campinense do Algarve. O jogo foi jogado de um forte calor e onde o GDCP Safara iniciou da melhor forma entrando logo a vencer, pouco depois os algarvios vieram a empatar o jogo, sendo que mais uma vez a equipa da casa voltou a marcar colocando o resultado em 2-1 no intervalo.
Depois do intervalo o jogo mudou de ruma com a equipa de Loulé a vir para cima e a marcar três golos (dois deles por culpa do nosso guarda-redes) e passou a vencer por 2-4. Já perto do final o GDCP Safara fechou o resultado com um golo. No final o resultado foi de 3-4.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Jogo de Veteranos

O GDCP Safara "Veteranos", disputa neste sábado, 23 de Julho e sábado de festa uma partida amigável contra o JS Campinense. A equipa do Campinense pertence à AF Algarve.
O jogo será disputado pelas 18 Horas no Campo da Tapadinha.

GDCP Safara
VS
JS Campinense


Aparece e vem apoiar a tua equipa!!!

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Época 2011/2012 já está a ser preparada

A direcção do GDCP Safara, já começou os preparativos tendo em vista a nova época de 2011/2012. Quando faltam cerca de 2 meses e meio para o sorteio das competições existem algumas certezas praticamente garantidas.
A continuação do trabalho da equipa de Juniores, será a primeira a ser confirmada e mexida no comando técnico assegurada. Quanto ao nome ainda não será revelada, pois este e a sua equipa serão apresentados na próximas na próxima assembleia do clube.
Neste momento ainda existe a vaga possibilidade de uma equipa no escalão de Iniciados, mas a vaga possibilidade não se deve comprovar.
Em breve mais novidades, sobre a pré-época, jogos amigáveis, inicio dos treinos e muito mais novidades.

domingo, 19 de junho de 2011

GDCP Safara representado na Gala dos Campeões



O GDCP Safara, foi representado no Gala dos Campeões da AF Beja pelo presidente Carlos Martins e pelo director João Ravasco.  Infelizmente nesta temporada o clube não conquistou nenhum troféu.
Quanto à época 2011/2012, irão haver novidades em breve.

sábado, 16 de abril de 2011

Juniores: GDCP Safara 0-1 Despertar SC

Terminou na passado dia 9 de Abril, a época desportiva oficial do GDCP Safara. Na penúltima jornada do campeonato (última para o Safara pois descansa na última), o Safara recebeu o Despertar que se tinha sagrado campeão na jornada anterior graças ao empate que o Safara tinha conquistado frente ao SC Cuba.
Num jogo em que o público não compareceu em grande número no Campo da Tapadinha, o Despertar entrou melhor e a criar perigo junto da baliza de Jorge Batardinho. Tendo o Safara respondido com remates que não levaram muito perigo à baliza bejense.
A 1º parte, decorreu sem grande história e onde ambas as equipas poderam marcar.
Na 2º metade a história viria-se a repetir com oportunidade para ambos os conjuntos, mas onde o Despertar acabou por ter a sorte no jogo.
Depois de cruzamento na esquerda para a área do Safara e depois de alguns ressaltos a bola acabou para sobrar para um jogador do Despertar que rematou sem hipóteses de defesa para o nosso guarda-redes.
Após sofrer o golo o Safara partiu à procura do empate e criou várias oportunidades de perigo, em reposta o Despertar realizava rápidas jogadas de contra-ataque.
Até ao final do jogo mais nada de relevante para destacar, com o Despertar a sair deste jogo com a sorte de campeão a prevalecer.
No campo da arbitragem Hugo Simão teve uma exibição regular, tendo só falhado em alguns lances em agir disciplinarmente.

11 Inicial
Jorge Batardinho
José Godinho
Martinho Lavado
Francisco Cândido (Sai 80m)
Daniel Mendes
João Grilo
João Batista
Jorge Costa
Fábio Batista
Rúben Pinto
Davide Gonçalves (Sai 87m)

Suplentes
Gonçalo Caeiro (Ent 80m)
José Pato (Ent 87m)

Resultado de 9 de Abril

Juniores

GDCP Safara 0-1 Despertar SC

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Jogo e Árbitros para o Fim de Semana

Campeonato Distrital de Juniores - 17º Jornada
Campo da Tapadinha, Safara
9/4/2011 
16 Horas
Despertar Sporting Clube
Grupo Desportivo da Casa do Povo de Safara
VS
Despertar Sporting Clube


Árbitro Principal: Hugo Simão
Árbitros Auxiliares: Cristiano Bexiga e Vítor Rocha

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Juniores: GDCP Safara 2-2 SC Cuba

Em jogo a contar para a 16º jornada do campeonato distrital de juniores da AF Beja, o GDCP Safara recebeu no seu Campo da Tapadinha o SC Cuba, actual 2º classificada da competição.
Mesmo sabendo das dificuldades que este jogo trazia o Safara iniciou o jogo desde logo a dominar o jogo criando várias oportunidades de golo pelos seus avançados, neste campo Davide Gonçalves teve por 2 vezes a oportunidade de abrir o marcador. O SC Cuba tentava responder a este domínio do Safara, só conseguindo criar algum perigo na baliza do Safara em lances de bola parada. Quando o jogo começava a estar dividido, o Safara chega ao golo. Depois de um alivio da defesa do Cuba, a bola caí a meio campo com um nosso jogador a saltar mais alto que os adversários e a colocar a bola num dos médios que coloca a bola na linha onde surge cruzamento para a área onde apareceu Rui Maurício a concretizar no interior da área. Estava assim feito o 1-0 e estava posta justiça no resultado. O Safara continua por cima, mas a vantagem não dura muito tempo sendo que o Cuba chega ao empate, num lance em que o jogador o Cuba a chega mais alto e dá de cabeça para o fundo das redes e estava feito o empate. Até ao intervalo mais lances de perigo para o Safara, mas a pontaria não era a melhor. Chegávamos entretanto ao intervalo com o empate.
Inicio de 2º parte igual ao da primeira com o Safara a entrar melhor e a criar novamente várias oportunidades de perigo. Mas contra a corrente do jogo e na sequência de uma falta inexistente o SC Cuba chega à vantagem, após cobrança de livre com o jogador o Cuba a aparecer sozinho e de cabeça apontar o golo da reviravolta. Pouco depois complicam-se as coisas para o Safara com a expulsão por acumulação de amarelos de Rui Maurício. Mas nem por isso o Safara deixou de ir à procura de virar o resultado e a cerca de cinco minutos do fim Celestino Evangelista de cabeça faz o golo da igualdade depois de cruzamento na direita. Até ao final só deu Safara com Davide Gonçalves a ter uma perdida incrível quando somente faltava 1 minuto para acabar o jogo. E chegava assim o final do jogo com um empate a duas bolas.
Resultado um pouco injusto para aquilo que se passou nos 90 minutos, quanto à arbitragem Tiago Cordeiro, Valter Canhita e Manuel Santos fizeram uma boa exibição, manchada um pouco pelo lance que dá origem ao 2º golo do SC Cuba e por alguma faltas a favor do Safara por assinalar.

11 inicial
Jorge Batardinho
Francisco Cândido
Gonçalo Caeiro (Sai 45m)
José Godinho
Martinho Lavado
João Grilo (Sai 55m)
João Batista
Jorge Costa
Daniel Mendes
Rui Maurício (Exp 75m)
Davide Gonçalves

Suplentes
Fábio Batista (Ent 55m)
Celestino Evangelista (Ent 45m)
Paulo Branco

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Jogo e Árbitros para o Fim de Semana

Campeonato Distrital de Juniores - 16º Jornada
Campo da Tapadinha, Safara
2/4/2011 
16 Horas

Grupo Desportivo da Casa do Povo de SafaraSporting Clube de CubaGrupo Desportivo da Casa do Povo de Safara
VS
Sporting Clube Cuba

Árbitro Principal: Tiago Cordeiro
Árbitros Auxiliares: Manuel Santos e Valter Canhita

Juniores: São Domingos FC 5-1 GDCP Safara

Titulares
Jorge Batardinho
Francisco Cândido
Gonçalo Caeiro (Sai 75m)
José Godinho
Martinho Lavado
Fábio Batista
Rúben Costa
João Grilo
Jorge Costa
Rui Maurício (Sai 45m)
Daniel Mendes

Suplentes
Davide Gonçalves (45 m)
José Pata (Ent 75m)

quinta-feira, 24 de março de 2011

Jogos do fim-de-semna

Campeonato Distrital de Juniores - 15º Jornada
26/3/2011 ás 15 Horas
Campo de Jogos Cross Brown, Mina de São Domingos

São Domingos Futebol ClubeSão Domingos Futebol Clube
vs
Grupo Desportivo da Casa do Povo de Safara


Árbitro Principal: José Tomé
Árbitros Auxiliares: Octávio Inácio e António Marques

sexta-feira, 18 de março de 2011

Juniores: Classificação



Este fim de semana não há jogos. Na próxima semana a equipa de juniores do GDCP Safara vai até à Mina de São Domingos defrontar a equipa local.

sábado, 12 de março de 2011

Juniores: GDCP Safara 4-3 CA Aldenovense

Depois de 6 jogos sem vencer para o campeonato o Safara voltou a vencer nesta tarde. Num jogo nem sempre bem disputado a nossa equipa mostrou-se sempre por isso, mostrando desde o 1º minuto que queria ganhar e por muitos. Desde o início do jogo que a equipa tentou sempre marcar golos, sendo muito infeliz nesse capitulo, pois marcou 4 mas poderiam ter sido o dobro. O 1º golo surge na sequência de lançamento na esquerda seguido de cruzamento para a frente da baliza onde Rui Maurício não deu hipóteses ao guarda-redes. Poucos minutos depois e na primeira oportunidade de perigo que dispôs o Aldenovense chega ao empate num lance onde a defesa foi apanhada em contra pé. Perto do fim da 1º parte numa jogada de insistência o capitão Fábio Batista repôs justiça ao resultado, fazendo assim o 2-1 com que chegaríamos ao intervalo.
Na segunda metade o Safara entrou mais uma vez à procura de resolver de uma vês por todas o encontro, tendo chegado ao 3-1 por intermédio de Rúben Pinto, com um remate à entrada da área que só parou no fundo das redes. O Safara continuava a dominar, mas o Aldenovense viria a criar incerteza no resultado ao fazer o 3-2. A partir daí o Safara voltou a carregar no acelerador e chegou ao 4-2 depois de diversas tentativas goradas. O golo foi apontado por Jorge Costa que nesta tarde tanto o procurou. Perto dos 90 minutos o Aldenovense fez o resultado final criando ainda algum nervosismo no campo. Até ao final nota ainda para a expulsão de Rúben Pinto.
No final terceira vitória do Safara no campeonato, somando agora 11 pontos. Na próxima semana o Safara não jogará visto que se realizam os jogos da taça, voltando a competir daqui a duas semanas no Campo do São Domingos.

Titulares
Jorge Batardinho
Francisco Cândido (Sai 55m)
João Batista
José Godinho
Martinho Lavado
Fábio Batista (C)
Rúben Pinto (Exp)
João Grilo
Rui Maurício (Sai 75m)
Rúben Costa (Sai 45m)
Jorge Costa

Suplentes
Luís Santana
João Lúcio
José Pato
Gonçalo Caeiro
Paulo Branco (Ent 75m)
Davide Gonçalves (Ent 45m)
Celestino Evangelista (Ent 55m)

quinta-feira, 10 de março de 2011

Jogo do fim-de-semana

Campeonato Distrital de Juniores - 14º Jornada
12/3/2011 ás 15 Horas
Campo da Tapadinha, em Safara

Grupo Desportivo da Casa do Povo de Safara
vs
Clube Atlético Aldenovense

Árbitro Principal: Eduardo Leão
Árbitros Auxiliares: António Bernardino e Frederico Narra

Venha apoiar o seu clube!!!

segunda-feira, 7 de março de 2011

Juniores: CD Beja 9-1 GDCP Safara







Titulares:
Luís Santana
João Batista (Sai 45m)
Celestino Evangelista
José Godinho
Martinho Lavado
Fábio Batista (C)
Rúben Pinto (Sai 65m)
João Grilo
Davide Gonçalves (Sai 20m)
Daniel Mendes (Sai 45m)
Jorge Costa

Suplentes:
Jorge Batardinho
José Pato
Rui Maurício (Ent 20m)
Paulo Branco (Ent 45m)
Francisco Cândido (Ent 45m) (Sai 75m)
Gonçalo Caeiro (Ent 75m)

O golo do Safara foi apontado por Jorge Costa. O golo resulta de uma recuperação a meio-campo de Paulo Branco que consegue sair a jogar fazendo depois o passe para Jorge Costa fazer um chapéu perfeito ao guarda-redes.

GDCP Safara: Grupo no Facebook

Deixo aqui para quem quiser tornar-se membro o link do Grupo no Facebook do GDCP Safara.

http://www.facebook.com/home.php?sk=group_102754379797718

Juniores: Classificação e Resultados

L
Equipa
P
J
V
E
D
GM
GS
1
Despertar SC
31
11
10
1
0
48
7
2
SC Cuba
25
11
8
1
2
49
12
3
Moura AC
22
11
7
1
3
42
19
4
CD Beja
19
12
6
1
5
35
24
5
FC Serpa
19
12
6
1
5
21
19
6
FC Castrense
18
11
6
0
5
29
25
7
GDCP Safara
8
12
2
2
8
16
53
8
São Domingos FC
7
12
2
1
9
12
45
9
CA Aldenovense
3
12
1
0
11
13
61
13ª Jornada - 05/03/2011
SC Cuba
2-1
Moura AC
FC Serpa
0-5
Despertar SC
CD Beja
9-1
GDCP Safara
CA Aldenovense
3-0
São Domingos FC
Golo: Jorge Costa

Infantis: Classificação Final

L
Equipa
 P
 J
 V
 E
 D
GM
GS
1
Moura AC
45
16
15
 0 
 1 
139
18 
2
CF Guadiana
43
16
14
 1
 1
170
24 
3
Barrancos FC
31
16
10
 1
 5
 78
53 
4
GD Amarelejense
27
16
 8
 3
 5
 44
42 
5
CF Santo Aleixo
26
16
 8
 2
 6
 59
45
6
FC Serpa
17
16
 5
 2
 9
 55
74
7
CA Aldenovense
14
16
 4
 2
10
 43
91
8
Piense SC
 4
16
 1
 1
14
 27
111
9
GDCP Safara
 3
16
 1
 0
15
 27
184
18ª Jornada - 05/03/2011
CF Guadiana
  20-0
Piense SC
FC Serpa
  2-8
Moura AC
CF Santo Aleixo
  5-3
CA Aldenovense
Barrancos FC
  11-2
GDCP Safara



Golos: Luís Valente 2 golos